sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Aécio se encontra com Marina e debocha de mal estar de Dilma

 A equipe da Folha de S. Paulo afirma, na edição desta quinta (16), ter presenciado o momento em que o candidato Aécio Neves (PSDB) debochou do mal estar da presidente Dilma Rousseff (PT) após o debate promovido pelo SBT.

Ao final do mais agressivo confronto do segundo turno – até o momento -, Dilma foi abordada pela jornalista da casa para falar sobre as impressões após o programa. Dilma começou a responder e, logo em seguida, sentiu a pressão cair e pediu para pausar a entrevista por alguns segundos.

SAIBA MAIS: Dilma passa mal e médico debocha: “procure um cubano, fdp!”

De acordo com a Folha, Marina ligou para o porta-voz nacional da Rede Sustentabilidade Walter Feldman, ex-tucano, que passou o telefone para Aécio. Na conversa, Marina teria questionado o grau de truculência do debate. Ele respondeu que Dilma “optou por esse caminho”, e vangloriou-se: “Deu o desespero. Viu que ela passou mal?”.

Marina também teria citado com Aécio a pergunta de Dilma sobre Lei Seca. A presidente tentou abordar, indiretamente, a blitz na qual o tucano foi parado com a carteira de motorista vencida, no Rio de Janeiro. Aécio, naquela oportunidade, se recusou a fazer o teste do bafômetro.

À Marina, ele disse que todo mundo erra, e que ele iria defender a própria honra até o final. No debate, ele chamou Dilma de covarde por não tocar no assunto escancaradamente, assumiu que desrespeitou a lei e afirmou ter se arrependido.

VEJA TAMBÉM: Dilma Rousseff e Aécio Neves durante a juventude

Após tomar um copo de água, Dilma tentou retomar a entrevista, mas a emissora avisou que não havia mais tempo hábil para isso. Ela explicou que teve uma queda de pressão. “Acredito que o debate sempre exige muito da gente. Peço desculpas ao telespectador, mas é assim que nós somos.”

Depois da pancadaria

Um dia após a pancadaria no debate organizado por SBT, Uol e Jovem Pan, o senador tucano teve nesta sexta-feira (17) seu primeiro encontro público com Marina Silva, candidata derrotada no primeiro turno que o apoia no segundo. O ato político, que aconteceu na Lapa, zona oeste de São Paulo, foi classificado por Aécio como histórico para a política nacional.

Visual novo e elogios

Marina surpreendeu o público ao aparecer no local sem seu tradicional coque. “Vocês sabem que eu fiquei a semana inteira gripada e, obviamente, uma pessoa gripada não pode prender o cabelo molhado”, explicou ao receber uma enxurrada de perguntas dos jornalistas sobre seu visual. “Está muito bonito, Marina”, elogiou Aécio.

com Jornal GGN

Blog do Banana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VEREADORES QUEREM CRIAR COMISSÃO DO AEROCLUBE CONTRA ACM NETO

Em contraponto à iniciativa da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) de criar a CPI (comissão parlamentar de inquérito) do Cen...