domingo, 15 de junho de 2014

CASA NOVA -BA Vereador João Honorato contesta entrevista do prefeito Wilson Cóta ao Blog do Banana

O prefeito de Casa Nova/BA, Wilson Cota (PMDB), irá promover uma série de cortes para reduzir as despesas de sua administração. Na lista constam redução de cargos comissionados, de salários e de contratos de carros locados ao município. O prefeito alega que as perdas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e os sequestros mensais, estão obrigando a tomar essas medidas para poder continuar administrando sem infringir a legislação.
“São medidas que estou sendo obrigado a tomar para que a máquina possa continuar andando e a gente possa realizar os investimentos e que a população casanovense merece. Não posso gastar mais do que disponho e tenho que realizar os cortes para não prejudicar o município”, argumentou Wilson Cota.
comentarios do vereador e Pré-Candidato a Deputado Federal
Não existe queda de FPM vamos aos números referentes a data de 01 de janeiro a 15 de junho dos anos 2012, 2013 e 2014.
2012 FPM - R$ 11.542.829,19;
2013 FPM - R$ 12.792.885,56 acréscimo comparado a 2012 de 10,8%;
2014 FPM - R$ 13.812.386,16 acréscimo comparado a 2012 de 19,6%.
Resumindo não houve queda, ao contrario houve um aumento significativo nos valores repassados.
O que tem acontecido os valores repassados em boa parte tem sido direcionado a receita Federal para ajustes na arrecadação do município. 
Desde o inicio da gestão venho alertando para erros na execução orçamentária aonde créditos do ISS vem sendo contabilizado como IPTU, com a ajuda de especialista contábil analisamos algumas questões no tocante a dedução do INSS empresa nos últimos meses, o que compromete as finanças de Casa Nova e tem colaborado para que a municipalidade promova cortes que estão prejudicando diretamente algumas pessoas.

Indagamos nosso especialista do porque dessa perca e o que de fato estaria acontecendo e ele nos explicou que o que poderia ocorrer com imposto sobre serviço, é que não estariam fiscalizando as ordens de serviços que as empresas prestadoras de serviços que trabalham no município a exemplo do o Parque eólico e outras em atividade ou a própria prefeitura não está recolhendo dos prestadores de serviços que é descontado na fonte (na hora do pagamento) e não repassa para a conta do ISS.
Ele ainda salientou que recolhimento de tributos é de responsabilidade da Secretaria de Finanças, afirmando que se a fiscalização é precária o ISS despenca. Ele ainda salientou que no caso das empresas prestadoras de serviços do parque eólico o correto seria a PMCN prefeitura solicitar através de oficio que a CHESF enviasse mensalmente a relação das empresas que realizaram serviços em nosso município para que a Secretaria de Finanças pudesse atuar com cobranças diretamente nas empresas.
Vereador João Honorato esclarecendo e ajudando a finanças do município!
Essas reflexões não excluem outras possibilidades para essa crise financeira!
Sugerimos ao Gestor promover a tão falada auditoria que seria feita no inicio da gestão e não passou de simples intenção, e promover sindicância para sanar possíveis erros contábeis da atual gestão. o vereador lembra ainda  que no dia de 24/02/2014 o caixa da prefeitura sofreu um reforço de R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais) proveniente de operação financeira contratada(empréstimo) tendo como garantia royalties da CHESF até o final do mandato.
Precisamos defender Casa Nova!
João Honorato – Vereador PP Casa Nova
Pré-Candidato a Deputado Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VEREADORES QUEREM CRIAR COMISSÃO DO AEROCLUBE CONTRA ACM NETO

Em contraponto à iniciativa da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) de criar a CPI (comissão parlamentar de inquérito) do Cen...