sexta-feira, 17 de maio de 2013

Brasileiros decidem, Cristiano Ronaldo é expulso e Atlético ganha Copa do Rei em cima do Real

Brasileiro Diego Costa terminou a Copa do Rei como artilheiro, com oito golsGraças a dois gols brasileiros, o Atlético de Madri acabou com um tabu de 14 anos contra seu maior rival, o Real Madrid, e ganhou a Copa do Rei nesta sexta-feira. O time alvirrubro não vencia os merengues desde 1999, e vinha de uma série de dez derrotas seguidas para os adversários, mas faturou o segundo título mais importante da Espanha em pleno estádio Santiago Bernabéu, em partida emocionante.

O atacante Diego Costa e o zagueiro Miranda, excluídos pelo técnico Luiz Felipe Scolari da lista da seleção brasileira para a Copa das Confederações, foram os heróis do time campeão. Diego deixou sua marca e terminou o torneio como artilheiro, com oito tentos, enquanto o ex-atleta do São Paulo anotou o gol do título, já na prorrogação. Autor do gol do Real, Cristiano Ronaldo foi expulso por agressão.  O revés para seu rival municipal, aliás, marca uma temporada de fracassos para o Real Madrid, que ainda viu o Barcelona ser campeão do Espanhol e o Borussia Dortmund eliminá-lo da Liga dos Campeões nas semifinais. Por causa de tantos insucessos, o técnico José Mourinho deve deixar os blancos.

No primeiro tempo, o Real começou em cima e não demorou muito para abrir o placar: aos 13, Özil cruzou com precisão na área e Cristiano Ronaldo subiu sem marcação para testar firme e abrir o placar.

A reação do Atlético veio em um belo lance de Falcao García, já aos 35: na habilidade, ele driblou dois adversários e enfiou boa bola para o brasileiro Diego Costa, que bateu de esquerda para empatar. O placar só não se alterou antes do intervalo, porém, porque um forte disparo de Özil acertou a trave.

Na volta do intervalo, o poste do goleiro Courtois voltou a ser o principal inimigo dos merengues. Em um lance inacreditável, Benzema aproveitou cruzamento rasteiro na área e acertou a trave, com Juanfran salvando rebote em cima da linha. Minutos depois, Cristiano Ronaldo bateu falta rasteiro, enganando a barreira, mas a bola parou novamente no metal.

Irritado com as diversas chances perdidas por seu time, e também com a metralhadora de cartões do árbitro Clos Gómez, José Mourinho, reclamou demais e foi expulso antes do apito final, que levou a partida para a prorrogação com 1 a 1 no placar.

No tempo extra, a primeira grande chance foi novamente do brasileiro Diego Costa, que recebeu nova enfiada de bola e ganhou da marcação na corrida, mas chutou em cima do goleiro adversário. A valentia do Atlético, porém, seria compensada minutos depois: Koke cobrou escanteio e Miranda apareceu livre na área para cabecear a dar o título aos colchoneros.

Ainda sobrou tempo para um irritado Cristiano Ronaldo agredir Gabi e levar cartão vermelho direto, deixando a derrota do Real Madrid ainda mais dolorida - Gabi também foi para o chuveiro mais cedo depois, após levar dois amarelos.

Também houve princípio de confusão entre atletas e comissões técnicas dos times, mas tudo acabou controlado, para gosto do Rei Juan Carlos, da Espanha, que entregou aos campeões a taça. Foi o 10º título atleticano na Copa do Rei.
(uol esporte)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

VEREADORES QUEREM CRIAR COMISSÃO DO AEROCLUBE CONTRA ACM NETO

Em contraponto à iniciativa da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) de criar a CPI (comissão parlamentar de inquérito) do Cen...