quinta-feira, 18 de abril de 2013

O PSB não deve nada a Dilma’, diz Eduardo em Brasília

eduardo e armando em brasilia
 O provável candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, afirmou ontem, durante almoço com o bloco de senadores do PTB-PR-PPL-PSC, que a presidente Dilma Rousseff e o PT não podem cobrar nenhum tipo de fidelidade do PSB. “O PSB não deve nada a Dilma. Na verdade, ela é nossa devedora. Abrimos mão de uma candidatura competitiva em 2010 (Ciro Gomes) para ajudá-la a se eleger presidente da República”, afirmou Eduardo.
Apesar de todos os presentes no almoço – incluindo dilmistas convictos, como o senador Gim Argello (PTB-DF), e o presidente nacional do PR, senador Alfredo Nascimento (AM) – terem saído do encontro com a certeza de que o socialista será candidato no ano que vem, em nenhum momento Eduardo Campos confirmou a intenção de disputar o Planalto em 2014. O governador de Pernambuco e presidente do PSB disse que apenas está estimulando o “debate” político. “O que estou fazendo é bom para o país, é bom para todo mundo. Estou levantando um debate em torno de problemas nacionais que precisava ser feito”, disse, segundo relato de alguns dos presentes no evento.
Eduardo lembrou que o país tem enfrentado dificuldades para obter crédito no exterior, e que o cenário ficou ainda pior depois que Dilma alterou as regras nos contratos de energia. O governador socialista citou que uma empreiteira tentou levantar R$ 1 bilhão no exterior, mas os investidores negaram, alegando que haviam financiado projetos da Petrobras e das empresas de Eike Batista e que viram o “dinheiro virar pó”. (Correio Brasiliense).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VEREADORES QUEREM CRIAR COMISSÃO DO AEROCLUBE CONTRA ACM NETO

Em contraponto à iniciativa da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) de criar a CPI (comissão parlamentar de inquérito) do Cen...